Vai começar a correr?

December 30, 2016

 

 

Idealizada pelo jornalista Cásper Líbero no ano de 1924, a corrida de São Silvestre chega a sua 92ª edição, motivando mais uma vez aspirantes à corredores iniciar esta modalidade esportiva. Todos sabemos dos benefícios que a corrida pode proporcionar à saúde do corpo e mente. Aumenta o condicionamento físico, fortalece os músculos, ajuda a emagrecer, combate a insônia, auxilia no controle do colesterol e previne a osteoporose. De quebra, inunda o organismo do corredor com endorfina, hormônio que causa sensação de bem-estar. Para obter estes benefícios, no entanto, estudiosos da área alertam, é preciso tomar alguns cuidados. Se uma pessoa não estiver preparada para correr, pode desenvolver lesões ou, pior ainda, agravar problemas cardíacos pré-existentes.

 

Faça uma avaliação antes

 

Primeiramente é necessário fazer uma avaliação cardiológica, por meio do teste de esforço, recomendado a todos, mas especialmente aos sedentários ou pessoas com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes. Nunca se sabe como o organismo reage ao exercício. É indicado também que procure um ortopedista ou fisioterapeuta, para que faça o exame ortopédico e garanta que não existam lesões pré existentes, seja musculares ou ósseo articulares que impeça seu início na corrida ou exija maiores cuidados.

 

Procure um personal trainer

 

Após passar pela bateria de exames, procure um profissional habilitado, que prescreva um treino não somente de corrida, mas também que prepare seu corpo para começar a atividade. De acordo com Paulo Correia, fisiologista da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), a cada salto que se dá na corrida, uma perna precisa suportar duas vezes o peso do corpo. Ou seja, a preparação deve incluir um bom trabalho de fortalecimento muscular, principalmente nas pernas, abdômen e lombar (que são os mais utilizados durante a corrida). Caso o futuro atleta não se prepare adequadamente, podem surgir problemas crônicos na coluna, joelhos e tornozelos. 

A contratação de um personal trainer pode parecer um investimento alto, comparado às academias convencionais, ou até mesmo seus treinos por conta própria, mas lembre-se, o barato sai caro. Se tiver algum problema decorrente da prática mau orientada, gastará muito mais em tratamentos e ainda corre o risco de ter que abandonar a prática antes mesmo da sua primeira corrida de rua.

 

 

Comece pela esteira

 

Com a devida orientação do profissional de educação física, inicie seus treinos na esteira. Busque por um local que ofereça um equipamento com sistemas de amortecimento. Os membros inferiores são os principais responsáveis por absorver o impacto do corpo com o solo durante a corrida, quando eles não realizam essa função de uma maneira adequada, por conta da falha ou falta no amortecimento de impacto, pode gerar maior carga na coluna do que deveria, o que ocasiona dor, além de problemas futuros.

A utilização da esteira, permite que seu personal corrija sua postura, bem como as maneiras equivocadas ao realizar as pisadas. Ainda é possível monitorar a intensidade, de acordo com a freqüência cardíaca e a escala de esforço, além de criar um registro do treino, a fim de planejar melhor a periodização.

 

 

Mantenha uma frequência de treino contínua 

 

Se o treino for planejado corretamente e de forma contínua, poderá se notar uma evolução já em uma semana. Tanto o sistema cardiorrespiratório quanto muscular se adaptam mais rapidamente à prática de atividade física e esportiva se a frequência for constante.

 

Alongue-se

 

Não mate essa parte, se o personal trainer insiste nos alongamentos, é porque se preocupa com o aparecimento de lesões. Alongar-se pelo menos três vezes na semana garante uma melhora da mobilidade articular e a flexibilidade. Segundo o professor Paulo Correia, “quem corre deve conseguir colocar o pé em cima de uma mesa, com as duas pernas estendidas e o pé de apoio virado para o móvel, sem sentir dor”. Essa condição é sinal de que o indivíduo tem a flexibilidade mínima necessária para praticar a corrida, diminuindo o risco de lesão. A sugestão que faça treinos específicos de alongamento, como por exemplo o Pilates, que além de melhorar sua flexibilidade, auxiliará no fortalecimento muscular.

 

Por fim, assista a Corrida de São Silvestre, inspire-se, empolgue-se e ligue para o moovin!

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

©2019 por Agulak